Total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Universo, finito ou infinito?

O universo sempre existiu ou teve um início?

Espaço e tempo são dois aspéctos da mesma dimensão. Se o universo teve um início no tempo, também teve um início no espaço, e terá um fim no espaço/tempo, portanto é finito.

3 comentários:

Gabriel disse...

O problema é se ele teve ou não um início no tempo, visto que o big bang não é a única teoria aceita. E mesmo esse "início" poderia ser, na verdade o resultado do colapso de outro universo. Agora, se no futuro se passar um tempo infinito todos os eventos possíveis terão que acontecer. Descartes provou filosoficamente que tanto a concepção de um universo finito quanto a de um universo infinito (em tempo e espaço) são equivocadas. Por exemplo, se o universo teve um começo no tempo (e no espaço), o que havia antes? Um tempo vazio? Se o universo se auto-criou é inconcebível que ele tivesse a capacidade de escolher um ponto em detrimento dos outros exatamente iguais para o seu início. Se ele foi criado por um Deus ou força externa não faz sentido também ele ter escolhido um ponto no tempo para começar o universo, porque antes ele estaria inativo. E como Deus é imutável, não pode estar em um momento inativo e em outro ativo, não faz sentido, filosoficamente.

Gabriel disse...

E quando pensamos em um universo infinito no tempo, isso quer dizer que se transcorreu um tempo infinito de um momento A num passado infinitamente distante até um momento B no presente. O que é impossível, pois o infinito não é um número onde se possa chegar e passar, é impossível conceber que de um momento no passado até hoje tenha transcorrido um tempo infinito, pois, não importa quanto tempo você some, a soma das partes nunca dará infinito (a principal característica do infinito é essa, algo do qual não podemos passar)

Gabriel disse...

Surge então um paradoxo, o universo não pode ser finito nem infinito no tempo e no espaço. Há ainda um outro paradoxo que não me lembro o nome que diz que, se o espaço é infinito deve haver um número infinito de estrelas, então, quanto mais distantes as estrelas estiverem da gente, menores as veremos, entretanto, veremos mais estralas. Sendo assim, o céu deveria ser completamente iluminado por estralas, em toda a sua extensão, mas como vemos, a maior parte dele é um vazio. Como explicar isso? Simples, nossa própria noção de espaço e de tempo é equivocada. Hoje, se acrescenta o conceito de dimensões e diz-se que, o nosso universo é curvo no espaço-tempo, ilimitado, mas finito.